Quero quitar um carro financiado

Você realizou o sonho de comprar o seu automóvel, novo ou usado, através de um financiamento de veículos. E agora deseja quitar este financiamento, saiba aqui no NValores qual a melhor alternativa.

Como funciona o financiamento de veículo

O financiamento de um veículo pode ser feito pela instituição financeira através de Consórcio, de Leasing ou de Crédito Pessoal.

No Crédito Pessoal, você recebe um empréstimo de uma instituição financeira, e após o financiamento tem debitada em sua conta corrente uma parcela mensal. Neste caso, como não há uma garantia contratual, as parcelas geralmente são mais altas, e a taxa de juros é maior.

No Leasing, ou arrendamento mercantil, o carro é de propriedade da instituição financeira (ou concessionária do veículo) até que você realize todo o pagamento do financiamento. Nele, você recebe o carro ou moto para uso pessoal. No final do contrato, o banco lhe dará uma Carta de Quitação de Financiamento de Veículo – que servirá para você transferir a propriedade do automóvel para seu nome.

E no Consórcio, a instituição financeira cria um grupo de consorciados. Você paga parcelas mensais, e uma vez ao mês o valor do consórcio é sorteado para um dos membros deste grupo. Neste caso, você só receberá imediatamente o veículo em duas oportunidades.

1 – Quando a sua cota do consórcio é contemplada.

2 – Quando você dá um lance – pagamento de um valor maior do que as parcelas, estipulado pela administradora do consórcio – para retirar imediatamente o veículo.

O sorteio é feito tantas vezes quantas forem necessárias até que todos os membros das cotas do consórcio sejam contemplados pelo veículo.

O NValores disponibiliza as informações necessárias para que você saiba como adquirir o seu veículo, e posteriormente, como quitá-lo.

Como faço para quitar antecipadamente o veículo

Para saber como quitar o seu carro, a primeira informação que você deve ter em mãos é o saldo devedor do financiamento.

A instituição financeira é obrigada a liberar esta informação, por lei. O saldo devedor é menor do que a soma das parcelas a serem pagas. Isto acontece porque o financiamento inclui juros e taxas cobradas pelos bancos, que são descontadas na quitação antecipada.

Troca com troco

O refinanciamento de veículos, também chamado “troca com troco”, e empréstimo com garantia em veículo financiado, é uma boa opção quando você quer algum tipo de crédito, para pagar uma dívida mais cara, ou então aliviar o tamanho das prestações do carro no seu orçamento.

Funciona, em linhas gerais, da seguinte maneira. Você, sabendo já o saldo devedor do financiamento de veículo para quitação, procura a instituição financeira. Propõe então um refinanciamento. O banco irá avaliar as condições do veículo, e indicar qual o crédito disponível, o prazo de quitação e o “troco a ser recebido”. Este troco é a diferença entre o crédito total e o saldo devedor do carro.

Empréstimo consignado

O Nvalores indica, com parceria com alguns bancos, o crédito com desconto em folha, também chamado consignado.

Nele, a garantia do empréstimo é o seu salário. Se você é aposentado ou pensionista, servidor público ou funcionário de empresa que possui convênio com algum banco, procure o Nvalores. Iremos indicar as melhores soluções para o empréstimo consignado.

O ITAU, banco com parceria com o Nvalores, oferece a opção de crédito consignado para clientes e não clientes.

As taxas são a partir de 2% ao mês, com opção de financiamento de até 96 meses, com desconto direto no seu contracheque.

Este crédito do Itaú é disponível para aposentados, pensionistas do INSS, servidores públicos e também para trabalhadores com carteira assinada que recebem salário no banco.

O empréstimo consignado também é uma opção caso você queira dinheiro suficiente para quitar – ou dar um lance maior – em um consórcio e adquirir o seu veículo.

O crédito com desconto em folha compensa, como forma de quitar o seu veículo financiado, quando você sabe qual a taxa de juros e o tamanho da parcela no seu orçamento.

Os prazos são maiores, e as taxas de juros, melhores que as do crédito de aquisição de veículos.

Opções de refinanciamento

O HSBC, em parceria com o Nvalores, oferece o crédito para financiamento de veículos. Você quita o seu carro à vista, junto à concessionária. Faz o pagamento da entrada, entre 20 e 50%, e o restante é objeto de refinanciamento junto ao HSBC. Taxas de juros a partir de 1,7% ao mês, com até 60 meses para pagar. E primeira parcela em 30 dias.

Além disto, a taxa de juros do crédito consignado do HSBC também está a partir de 1,7% ao mês, com até 60 meses para pagar, e pode ser também uma boa opção em quitação de veículo financiado. As parcelas são menores, e descontadas diretamente em seu contracheque.

Quando consigo fazer a quitação antecipada do financiamento de veículo

Este tipo de quitação antecipada depende do contrato de financiamento adquirido. Se o financiamento é do tipo consórcio, basta verificar junto à instituição financeira qual o valor do saldo devedor que deve ser dado como lance. Se você tiver como bancar este saldo devedor, pode adquirir o carro de uma vez, livre de ônus.

Quando o seu contrato é de um empréstimo pessoal com garantia de veículo, deve verificar qual a melhor opção de crédito, e também, sabendo o saldo devedor e tendo condições, quitar junto ao banco. Assim, seu veículo estará totalmente quitado.

Já no financiamento do tipo “leasing” ou arrendamento mercantil, a legislação exige que o financiamento tenha duração de no mínimo 24 meses. Isto quer dizer que, antes deste prazo, não é permitida a antecipação da quitação do financiamento.

Crédito para liberar o veículo

O banco Bradesco, em parceria com o Nvalores, possui uma série de financiamentos para aquisição e para a posterior quitação de seu veículo, seja novo, usado, de uso pessoal ou comercial.

Dependendo de suas necessidades especificas, você pode utilizar o CDC Veículos, o Leasing Bradesco, o Refinanciamento de Veículos e o Crédito BNDES do Bradesco, para pessoas jurídicas.

Sobre o autor: Ricardo Rodrigues

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira no Brasil. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt