Categorias: Impostos
| On
07/06/2017

O que é IOF de financiamento

Se você pretende obter um empréstimo ou financiamento deve saber o que é o IOF de financiamento. O IOF é um impostado da responsabilidade da Receita Federal, que incide sobre os financiamentos.

As medidas de subida de impostos anunciadas no início de 2015 incluem o aumento do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF). Milhares de brasileiros serão afetados diretamente pela subida desse imposto.

Em alguns casos, os consumidores podem ter que pagar centenas de reais a mais em suas operações de financiamento.

As medidas impostas pelo Governo Federal determinam que a alíquota deve subir de 1,50% ao ano para 3,00%, em operações até 365 dias, o que significa que este imposto vai duplicar. A taxa adicional de IOF que desconta um percentual fixo e 0,38% do valor de cada operação será mantida.

O consumidor vai sentir o aumento da alíquota de IOF diretamente no seu bolso. Nos empréstimos menor, os créditos poderão sofrer um aumento de 20 ou 30 reais, mas empréstimos mais altos, como a aquisição de veículos, podem subir centenas de reais.

Exemplos Práticos do Aumento do IOF

Par que você possa perceber melhor o que é o IOF de financiamento, preparámos dois exemplos práticos que mostram como funcional e qual é o peso desse imposto (incluindo seu aumento) em dois empréstimos diferentes.

Exemplo 1: Financiamento de uma geladeira, no valor de 1.500 reais. Prazo de 12 meses, taxa de juros mensal de 4,85%

Com a taxa antiga de 1,50% de IOF ao ano, o comprador teria que pagar 12 parcelas de 170,96 reais, em um total de 2.051,52 reais.

Com a nova taxa da de IOF de 3,00% ao ano, o cliente passará a pagar 12 prestações de 173,48 reais, o que um total de 2.081,76 reais.

A subida do IOF significa, nesse caso, um aumento de 2,52 reais na prestação mensal. No final do crédito, o consumidor acabaria por pagar mais 30,24 reais.

Exemplo 2: Financiamento de um carro, no valor de 25.000 reais. Prazo de 12 meses, taxa de juros média de 1,84% ao mês

Com o IOF a 1,5% ao ano, comprador iria pagar 12 parcelas de 2.384,83 reais, em um total de 28.617,96 reais no término do financiamento.

Com a elevação do IOF para 3,00%, passa para 12 parcelas de 2.419,94 reais, ou para um total de 29.039,28 reais.

Note que se o financiamento fosse superior a 12 meses, a elevação do IOF não representaria qualquer despesa adicional.

Ricardo Rodrigues

CEO e Fundador da RRNValores Unipessoal, Lda, Ricardo Rodrigues gere uma equipa formada por consultores, criadores de conteúdos e programadores que desenvolvem e mantêm uma plataforma gratuita com informação e comparação de produtos bancários. Formado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e apaixonado pela área Financeira, criou o nvalores.pt em Agosto de 2013 com a missão de garantir uma comparação independente de produtos bancários em Portugal. Exerceu funções de consultor financeiro independente na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Email: geral@nvalores.pt LinkedIn

Este site utiliza cookies.