Nota Fiscal Paulista e Paulistana: O que é e como resgatar

Na cidade de São Paulo é comum que os comerciantes questionem o consumidor sobre o intuito de colocar o CPF na nota de liquidação da compra.

Isso acontece essencialmente porque o governo liberou um programa de combate à fraude fiscal por parte dos estabelecimentos comerciais.

E assim, com a indicação do CPF os estabelecimentos não podem fugir à fiscalização. E o consumidor, acaba por ser beneficiado. Além de garantir que não há fuga aos impostos, habilitam-se também a ganhar prémios.

É importante ter em mente que existem dois tipos de notas fiscais: a paulista e a paulistana. Se não percebe bem como funcionam, continue lendo.

Quais as diferenças entre a Nota Fiscal Paulista e Nota Fiscal Paulistana?

São muitos os brasileiros que vivem em São Paulo e têm ainda algumas dúvidas relativamente à nota fiscal Paulista e à nota fiscal Paulistana.

Pois bem, saiba desde já que existe uma diferença considerável entre as duas. E, por esse mesmo motivo vamos desde já explicar-lhe as diferenças.

A nota fiscal paulistana é referente ao programa da prefeitura que oferece 100% da utilização de créditos relativamente aos serviços prestados na cidade de São Paulo. Os mesmos, além de permitirem o abatimento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), permitem que o consumidor receba como crédito um valor até 30% do ISS (Imposto Sobre Serviços).

Já a nota fiscal Paulista, é valida para todo o estado de São Paulo e respeita o reembolso dos valores pagos de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Além do depósito da compra, o valor pode ser também utilizado para abater o IPVA (Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores).

Resumidamente a nota fiscal paulista é válida para o estado de São Paulo e respeita somente os valores pagos de ICMS de compra de produtos.

Já a nota fiscal paulista oferece crédito em compras no comércio. E como é que isso funciona? É simples, ao solicitar que o CPF seja colocado na nota fiscal o consumidor garante que uma parte do imposto volta para o seu bolso.

Qualquer uma das opções permite que o consumidor seja beneficiado por meio de resgate de dinheiro ou através de sorteios.

Por isso, é muito importante que você fique de olho nos dois métodos.

Como cadastrar e consultar créditos na Nota Fiscal Paulista?

A partir do momento que você solicita que seu CPF seja colocado na nota fiscal, você se cadastra automaticamente no programa do governo.

Contudo, de modo a poder resgatar os seus créditos ou concorrer ao sorteio, precisa fazer a sua inscrição no site da Secretaria da Fazendo. O cadastro é bastante simples e precisa apenas indicar os seus dados pessoais para que a inscrição seja confirmada.

Quando alcançar o montante mínimo para resgate (R$ 25) poderá resgatar os seus créditos.

Se quiser consultar o seu saldo, só precisa de:

Quando você acessar o sistema poderá ver o seu nome de usuário, o CPF e o saldo que tem disponível.

Saiba que pode ainda verificar quais as compras que já se encontram registadas e quantos créditos é que cada uma delas gerou.

Frisamos apenas que em alguns casos é possível que exista a opção “calcular”. A mesma permite-lhe verificar qual o valor que irá receber de volta.

Nota fiscal Paulistana: Como se cadastrar e consultar o resultado do sorteio

De forma a cadastrar-se e aproveitar todos os benefícios que a nota fiscal paulistana tem para si, só precisa acessar à página do programa Nota do Milhão.

Depois terá de acessar o campo “Acesso ao sistema” na aba lateral da tela. Ao carregar nesse campo você irá ser redirecionado para uma página onde poderá fazer o login.

Se ainda não tiver registado terá de aderir ao “Programa Sua Nota Vale 1 Milhão” para poder concorrer automaticamente ao prémio.

Se você já se encontra registado, é importante que vá mantendo o olho nos sorteios que vão sendo realizados.

Além de poder acessar através de seu notebook, poderá também fazê-lo através dos aplicativos para iOS ou Android.

Frisamos que para conseguir maximizar as suas hipóteses de ganhar, você deve solicitar sempre sua nota fiscal com o número do CPF.

Sobre o autor: Ricardo Rodrigues

Formado em Engenharia e apaixonado pela área Financeira, Ricardo Rodrigues criou a NValores em Agosto de 2013 com a missão de melhorar a literacia financeira no Brasil. Exerceu funções profissionais inerentes à categoria de Consultor Financeiro na Empresa Maxfinance, nomeadamente assessoria na obtenção de crédito pessoal, crédito consolidado, crédito automóvel, cartões de crédito, crédito hipotecário, leasing, seguros e aplicações financeiras. Desde de 2013 com funções profissionais inerentes à categoria de CEO na RRNValores Unipessoal, Lda, especificamente, gere uma equipa formada por consultores, marketing de conteúdos e programadores que criam, desenvolvem e mantêm uma plataforma com informação e comparação de produtos financeiros gratuita para todos os utilizadores. Email: geral@nvalores.pt